Minha Novela

por Kelly Serrano

Desde muito nova eu já gostava de combinações inusitadas, aquelas que faziam de mim destaque na multidão: Pela estranheza e ousadia. Lembro-me que com 9 anos insisti e consegui, contra a vontade de minha mãe que ela comprasse um conjunto de bermudona, hoje seria uma pantacourt, e um top. O argumento dela era que eu era uma criança gordinha, que outras roupas ficariam melhores, mas eu amei e usei feliz e orgulhosa de mim mesma.

Ficava vendo minha avó costurar, minha mãe fazendo crochet e tricot e apesar de ambas me ensinarem o que sabiam, a ansiedade presente em meu ser não me permitia levar adiante nem as artes manuais, nem a costura. Fiz um cachecol para mim e o vestido que minha mãe usou na formatura do meu irmão (1998), com a ajuda da minha tia. A máquina de costura, presente de 15 anos que minha avó me deu, continua aqui como um marco de muitas coisas que me fizeram a pessoa que sou hoje.

Na adolescência, período de descobertas, me vi entrando na sala de aula e percebendo que os fios lisos e longos eram unanimidade, na semana seguinte eu repiquei o meu nos ombros e deste momento em diante foi cada vez mais curto. Hoje que a moda é usar as madeixas no comprimento médio a curto, estou feliz com meus longos fios com volume, produzido pelo corte.

Minha escolha para dar vazão à criatividade foi fazer publicidade e ao término dela 99% dos meus amigos idealizavam passar a vida em uma agência de publicidade e eu tinha certeza que amava mesmo era moda. Aos 22 anos recomecei pela primeira vez na vida.

Fui estudar sobre aquele assunto que para muitos era fútil, inútil. Tive professores maravilhosos como Illana Berenholc, Sandro Barros, Manu Carvalho e Marcos Costa e este me fez brotar outra paixão, a da beleza.

Iniciei outro capítulo, enquanto todos queriam as poucas vagas para trabalhar no backstage da SPFW eu queria mesmo era trabalhar na Natura. Me apaixonei empresa em uma única aula de make para foto e desfile. Em 2003 estava eu contratada. Quanto aprendizado e experiência: Beleza – Cosméticos – Maquiagem – Time – Treinamento – Vendas.

Me tornei maquiadora profissional em 2004 e hoje somo mais de 1.000 mulheres que aprenderam de forma prática e rápida a se maquiar para o dia ou para a noite comigo. Meu instinto de querer sempre mais me fez estudar outros assuntos pertinentes ao período como: marketing, comportamento do consumidor entre outros.

Em 2006 acumulei a função de consultora de moda para uma rede de lojas de acessórios – Great Story – nos shoppings Iguatemi, Pátio Higienópolis, Morumbi e Center Norte.

Em 2011 após uma síndrome do pânico, encerrei minhas atividades na área de vendas na época, na Jequiti.

Recomecei novamente empreendendo com um salão de beleza, pois eu acreditava que após anos na área da beleza, era nisso que eu realmente era boa. Esta decisão me fez ser cabeleireira e colorista pelo Instituto L´Óreal Profissionel, maquiar algumas noivas, me especializar em gestão e administração.

Chegou a maternidade, a mudança de cidade que me trouxe para onde eu nasci, onde está minha família. Mais um recomeço e em menos de dois anos, outra síndrome do pânico, esta me deixou cega do olho direito por umas semanas e em 8 meses tudo se normalizou. Neste ponto eu não quis mais recomeçar, eu comecei a buscar a mim mesma.

Quem é a Kelly, o que ela gosta, o que ela faz com tudo isso que pensa, que sente… e de repente meu guarda- roupas me dava raiva. E com a mesma facilidade que sempre cortei meus cabelos, a mesma com que corto as unhas, doei muitas peças, todas que não comunicava mais aquela EU, a nova EU.

Nesta busca retomei meus estudos em moda, Consultoria de Imagem e Análise de coloração Método Sazonal Expandido, Varejo de Moda, Acessórios De Efeito na Imagem Pessoal. Hoje auxilio mulheres que querem expressar a sua nova e melhor versão, ressignificando o uso de peças que possui, se conhecendo para comprar ou usar somente o que lhe faz bem.

Busco incessantemente me conhecer mais e melhor para usar estes aprendizados, estas experiências e insights quando atendo alguém. Cada uma é um quebra-cabeças de 5.000 peças e normalmente só me entregam umas 100, ou seja, são atividades, exercícios, conversas e questionar que me faz expandir as possibilidades e a mergulhar junto com cada cliente em quem ela é e o que ela deseja transformando o vestir-se em algo leve, divertido, fácil e consciente diariamente.

Me sinto constantemente na presença da liberdade de me expressar através de suas roupas, acessórios, cabelo e maquiagem e quero compartilhar esta segurança com todas que se interessarem em ser mais feliz com si mesma.

Resumindo a Kelly hoje: Consultora de Imagem & Estilo focada na vida simples: menos regras, menos padrões, menos excessos desnecessários, seja de consumo, de tempo, de dinheiro ou de energia própria. Visualizando o que realmente importa: Se ver linda e se sentir feliz. Menos limitações e mais autoconhecimento.

Para rir: Sou daquelas que no segundo encontro com quem hoje é meu marido, tirei a sandália do pé, pedi um plástico para o garçom para embrulhá-la e corri descalça para o carro para não estraga-la.  Essa sou eu, valorizo cada peça que me constrói.