Moda, tecnologia têxtil e modalidades esportivas – parte I

Fui convidada para falar sobre esportes radicais e moda, e aproveito antes da matéria ir ao ar para falar um pouco do assunto:

Esportes radicais ou esportes de aventura são excelentes válvulas de escape para o stress vivido assiduamente por pessoas cosmopolitas. São considerados de alto risco em comparação aos demais esportes e por este motivo de fortes emoções.

O controle físico e mental associado ao melhor tecido tecnológico são garantia de uma boa performance. É preciso preparo, condicionamento físico, raciocínio rápido e escolhas certas.

Para praticar qualquer uma das modalidades é necessário conhecimento, alguém que te ensine, até que te acompanhe as primeiras vezes. É este instrutor que também vai te orientar sobre os equipamentos de proteção e segurança.

Pensar apenas em conforto mesmo que a atividade seja trekking ou mountain bike não é suficiente. A tecnologia têxtil é essencial para a alta performance e a sobrevivência à qualquer prática esportiva de alto risco. Mobilidade e gerenciamento da transpiração estão em primeiro lugar na lista de necessidades a serem atendidas.

Os tecidos  e suas performances podem ser agrupados por áreas de prática:

www.salomon.com.br
www.salomon.com.br

Neve: As roupas tem que ser térmicas e cortar o vento, manter a temperatura corporal e deixar o esportista transpirar. O tecido batizado como Algo + Biotech feito 90% de poliamida e 10% de elastano consegue absorver o suor e para isto conta com um tratamento bactericida de longa duração. A transpiração sai do tecido, seca rapidamente mantendo a temperatura e umidade corporal estável otimizando a performance do esportista.

Floresta, mata, corredeiras: Principal fator: COR! Nada de acinzentados e camuflados pois na necessidade de resgate inviabiliza encontrar no menor tempo possível, o esportista.

Mormaii
www.mormaii.com.br

Esportes aquáticos e aéreos pedem proteção térmica. Um bom tecido é o air prene, uma evolução no neoprene que é revestido 100% com poliamida. Isolante térmico, resistente no caso de atritos e permite a transpiração. As roupas para modalidades de  vôo livre à canoagem utilizam deste mesmo material.

Há também tecidos que diminuem a incidência de caimbras, com proteção UV, outros com aspecto de neoprene mas muito mais maleável e suave, macacão de esqui que infla em caso de avalanche e se transforma em um iglu protegendo termicamente e fisicamente o esportista até a chegada do resgate. Botas de trekking ou escalada que geram energia para o MP3 e celulares e como se não bastasse isso, também possuem GPS e alarme para facilitar o resgate. Os óculos (googles), que não embaçam e se adaptam à temperatura permitindo escaladas noturnas. Para esquiadores mostra a temperatura, gasto de calorias e possui GPS integrado.

Para qualquer que seja a modalidade ao ar livre escolhida, não esqueça os óculos escuros e um bom protetor solar não somente para o corpo e rosto mas para os lábios também. Maquiagem a prova d´água para as mais preocupadas com o espelho são uma boa pedida.

Todas as recomendações atendidas? Então curta a aventura!

 

Publicitária, Produtora de Moda, Personal Stylist, Consultora de Imagem especializada em acessórios pela renomada escola francesa Ecole Supérieure de Relooking. Atua com a autoestima feminina há 15 anos, interagindo com conhecimento e seu olhar criativo para que todas (que já passaram ou passarão em sua vida), possam alcançar o objetivo de ser feliz e realizada consigo mesma, em uma leve diversão de esconder e enaltecer o que e quando quiser, para se ser plenamente quem é em estilo, atitude e beleza.

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *