2018, Deus e meu ritual para passagem de ano.

Termino o ano com a certeza que Deus me leva sempre para onde eu tenho que ir. Olhando para o dia de hoje para todos os que antecederam esta data tenho a certeza do quanto sou amparada e guiada.

Enquanto a maioria das pessoas se preocupam em comprar presentes, roupas novas, em conciliar mais um evento na agenda mais que ocupada de dezembro, eu procuro me recolher. O ano foi intenso como para todos, e nesta época eu me presenteei com o silêncio para passar as festas somente meu marido, minha filha e eu.

Para alguns, isolamento, para outros falta de instinto familiar, de verdade, não me importo com os rótulos desde 2005, quando entendi que o que era mais importante era o que eu vivia e sentia e não o título que este momento poderia ter.

No caminhar dos anos aprendi que somente no meu silêncio posso me encontrar, ser eu e assim me expandir e me expressar com palavras, atitudes, gestos, como me visto e vivo. E o silêncio é tudo, é prece, é reencontro, é conexão, é Deus presente.

Nestes dias de final de ano tenho aprendido mais e mais. Sempre digo que o mais importante da vida são as pessoas e cada uma delas me traz o presente da sua sabedoria de vida, que me enriquece e transforma minha própria visão sobre estar viva, sobre viver.

No início do mês, quando eu estava finalizando meus trabalhos, em 2 vezes que estive no trem ouvi pérolas de consciências em expansão, uma comentava com a outra pessoa que não adianta se fazer de boazinha, tem de ser, na essência boa pq depois não adianta reclamar de ser “galhada” ou de ficar velha em uma cadeira de rodas, simplificando a lei da atração dos nossos pensamentos e atitudes aqui neste mundo.

Em outra ocasião ouvi um senhor ao telefone dizer: “Preciso aprender a parar de reclamar”, possivelmente foi surpreendido por um fato ou por uma pessoa melhor do que julgou e percebeu o quanto dar a última palavra ou ter razão não traz felicidade.

Em minha primeira semana de férias com minha filha, nosso voo estava atrasado e “nos convidaram a lanchar”, na fila conheci uma moça que estava em tratamento contra o câncer que compartilhou comigo o positivo que ela viu em sua doença.

Em São Paulo por conta do nascimento dos sobrinhos gêmeos, estava grata por poder ter participado tão ativamente deste momento em família por conta do seu tratamento que a possibilitou estar afastada do trabalho e ter sessões de tratamento com janelas que a permitiam o ir e vir a Porto Alegre.

Outro fato interessantíssimo foi ela me dizer e expressar com gestos e olhar o quão maravilhoso é tomar banho careca. Que a massagem da água caindo no couro cabeludo é tão relaxante que mudou o horário da sua oração para o mesmo horário que o banho para expandir seu momento de prazer.

Durante a viagem conheci um casal que fez do ninho vazio um novo momento de vida recebendo hóspedes impecavelmente gerando experiências que nosso dia-a-dia não permite como amamentar ovelhas, pescaria no açude, colher laranjas do pé e fazer o suco fresquinho… Tudo com atenção, afeto e delicadeza de um anfitrião que te ama.

Quando conseguimos nos unir os 3, papai, mamãe e filhinha pudemos seguir para nosso destino de silêncio, onde o celular não tem sinal nem para ligar, muito menos 4G. É aqui que equilibramos nossa energia para o ano que virá, que refletimos sobre nossos aprendizados, nossas escolhas, que nos conectamos com a natureza, com nós mesmos e com nossa família permitindo sentir o tempo passar na melhor companhia, a do amor.

Aqui é onde encontro quem eu realmente sou e me abro para as possibilidades que Deus me traz em forma de um buquê de boldo quando eu precisava apenas de umas folhinhas e uma aula de chá e energia de cura oferecida pela nossa anfitriã da vez.

Encerrando um ciclo, um ano, onde meus presentes são estes aprendizados cotidianos com pessoas diversas, uma riqueza que somente Deus poderia me presentear e sou grata por todos, os que neste ano simplesmente passaram, os que entraram, os que sempre estão e por todos que ficarão eternamente em minha vida, seja profissionalmente, pessoalmente ou digitalmente. Amor e gratidão por sua presença em meu 2018.

Que 2019 seja como desejarmos, e será.

Publicitária, Produtora de Moda, Personal Stylist, Consultora de Imagem especializada em acessórios pela renomada escola francesa Ecole Supérieure de Relooking. Atua com a autoestima feminina há 15 anos, interagindo com conhecimento e seu olhar criativo para que todas (que já passaram ou passarão em sua vida), possam alcançar o objetivo de ser feliz e realizada consigo mesma, em uma leve diversão de esconder e enaltecer o que e quando quiser, para se ser plenamente quem é em estilo, atitude e beleza.

    4 Comments

  1. 27 de dezembro de 2018
    Responder

    Gentreee que lindo

    • 13 de janeiro de 2019
      Responder

      A vida é linda, né Mari?! Ouvi esta semana que jornais sempre tem manchetes ruins pq a maldade é o que foge do padrão, notícia é o atípico, o anormal, logo, a bondade é o que reina absoluta nos dias de todos nós =)

  2. 27 de dezembro de 2018
    Responder

    Que Lindo Kelly
    Agradeço a deus pela oportunidade de conhecer você , profissional fantástica, pessoa maravilhosa. Como você me ajudou com seu trabalho de consultoria. Auto estima, olhar pra mim com mais atenção e carinho.
    Muito obrigada
    Te desejo um 2019 maravihoso iluminação. Que com o seu trabalho ajuda muitas mulheres rsrs

    • 13 de janeiro de 2019
      Responder

      Eu que agradeço a oportunidade de participar de um momento tão importante da sua vida. Grata de coração por ter te conhecido e tê-la em minha vida. Um 2019 de luz e realização!!!

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *